idioma PT EN
voltar ao projeto

publicações


Mascote do Censo apresentada em Luanda

fonte: http://www.redeangola.info/mascote-e-apresentada-em-luanda/ • 02 de Abril de 2014

INE apresenta a mascote do Censo 2014 que decorre em todo o território nacional.

 

 

O Instituto Nacional de Estatística, apresenta nesta quarta-feira, 02, em Luanda, a mascote do Censo Geral da População, que vai decorrer no país, de 16 a 31 de maio, deste ano.

De acordo com o Jornal de Angola,  a informação foi avançada pela coordenadora técnica-adjunta do gabinete central do Censo, Margarida Lourenço, quando falava no seminário dirigido aos professores e estudantes sobre o recenseamento da população e habitação, realizado na terça-feira, 01, no Instituto Médio de Economia de Luanda (IMEL).

Durante o encontro, foi exibido um documentário sobre a preparação do Censo Geral da População e Habitação aos professores e estudantes para incentivar e esclarecer a sociedade sobre como receber os recenseadores e prestar todas as informações solicitadas.

Na ocasião, o coordenador de mobilização do Censo, Dionísio Manuel, assegurou que as condições estão criadas para a realização dos trabalhos em todo o país, desde as cidades até às aldeias.

”Estão montadas setenta mil secções e cada uma equivale a um recenseador. Noventa mil técnicos vão estar nas áreas técnicas, sendo vinte mil em Luanda e setenta mil nas restantes províncias”, disse.

“Os recenseadores vão ter apenas 15 dias para fazer o trabalho e, por isso, todos devem colaborar, recebendo-os bem em casa, porque as informações são essenciais para que o Governo possa planificar melhor a distribuição das escolas, da energia eléctrica, da água e das habitações sociais”, continuou.

Por outro lado, o ministro do Planeamento e Desenvolvimento Territorial, Job Graça, disse, em Ondjiva, no Cunene, que para a credibilidade do processo de recenseamento da população e as estatísticas serem fiáveis deve ter-se como base a simultaneidade, a generalidade e o preenchimento dos questionários por indivíduos afetos aos agregados familiares.

O ministro reiterou também que as infra-estruturas para a montagem da operação logística devem ser identificadas de acordo com as dimensões estabelecidas para que seja montada a rede que vai apoiar todo o material do Censo na fase do preenchimento e da recolha da informação para processamento.